ATP - CEF: Trabalho
Mostrando postagens com marcador Trabalho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Trabalho. Mostrar todas as postagens

 12 despesas invisíveis que consomem orçamento da sua empresa

O que todo gestor espera é que sua empresa alcance máxima performance com menor custo possível e, com você não deve ser diferente.

Para garantir um desempenho satisfatório, os custos e despesas são pontos que demandam bastante atenção. E, caso não exista uma boa gestão desses gastos, os resultados impactam direta e negativamente o orçamento da empresa.

Nesse cenário, as despesas invisíveis costumam passar despercebidas, na maioria dos casos, porque lidar com elas não é tarefa fácil. Além da dificuldade em identificar, conseguir mensurar e criar parâmetros para ter um controle é algo que dificilmente um gestor conseguirá realizar sozinho.

Para te dar maior clareza, veja alguns exemplos de despesas invisíveis e o que cada uma delas provoca:

Liderança ineficaz

Uma liderança carente implica em decisões tomadas fora do prazo. Essas, por sua vez, sejam demoradas ou mesmo não tomadas, refletem em uma redução no custo de oportunidade e, também, impedem que boas negociações aconteçam.

Gestão de pessoas ineficiente

O que acontece nesse caso é que o time fica com baixo desempenho. Além disso, influencia na motivação coletiva, dessa forma, a atuação estará sempre abaixo das expectativas.

Falta de planejamento

Essa situação leva a empresa a ficar com dinheiro parado. Quando isso acontece, gera estoque parado, indicando que a empresa pode estar faturando abaixo do potencial máximo e, ainda, que os clientes que ela poderia estar atendendo, certamente, estão na concorrência. Ela perde um faturamento em potencial.

Atraso em entregas

Em casos assim, a organização perde clientes e deixa de ter uma possível receita. Ainda afasta a chance que teve ao captar esse cliente e, mais do que isso: terá que gastar para tentar recuperá-lo.

Problemas com a qualidade

Quando existe esse tipo de situação, o gestor tenta reduzir a indisposição com o cliente e evitar a devolução da mercadoria, mas, nem sempre consegue. Nessa tentativa, assume riscos ao conceder descontos excessivos e abonar eventuais taxas.

Má gestão de tempo

Esse ponto reflete em atrasos e reuniões longas, que geram desperdício de horas das pessoas. Ainda causa procrastinação na operação e, até mesmo, nas tomadas de decisões.

Tecnologia deficiente

Por não dispor de sistemas de informação eficientes, a empresa assume grande risco no processo decisório. Isso acontece porque os meios tecnológicos oferecem maior precisão nas informações comparados aos recursos manuais, que dificilmente alcançam o mesmo padrão de qualidade.

Falta de precisão nas informações

Isso influencia em decisões tomadas com subsídios ineficientes e inadequados, fazendo com que o desempenho seja inferior ao que deveria ser e ainda aumenta os riscos para a organização.

Processo seletivo ineficiente

Embora seja algo recorrente, esse tipo de situação pode expor a companhia a grandes perdas. Isso porque, além do colaborador não ser adequado as funções, ainda pode apresentar desempenho inferior ao esperado, comprometendo diretamente na entrega ao cliente.

Falta de treinamento

A ausência de qualificações direcionadas para o grupo pode ocasionar numa atuação ineficiente e morosa por parte dos indivíduos. Além disso, os resultados ficam sempre abaixo do esperado e eventuais ações tomadas pelos membros podem ser carregadas de equívocos.

Ausência de resiliência

A incapacidade de superar situações adversas e estresses leva a decisões inadequadas e também provoca conflitos internos. Essa conduta gera improdutividade, impactando diretamente no fluxo de trabalho.

Má utilização de recursos

Em algumas situações, as ferramentas disponibilizadas pela empresa, para uso durante o expediente, são utilizadas para fins particulares ou impróprios. Isso acaba gerando gastos indevidos e também provocando ciclos de improdutividade.

Como assumir o controle e evitar as despesas invisíveis?

Se você percebeu que alguma das situações acima acontecem no seu ambiente de trabalho, atenção: esse pode ser o motivo de não estar lucrando tanto quanto deveria.

Mas, não se assuste!

Com a ajuda de um consultor financeiro você poderá obter um diagnóstico preciso de cada situação que pode estar ocorrendo na sua empresa.

O consultor financeiro opera de forma integrada com todos os setores da empresa, com participação ativa dos gestores.

Somente com esse suporte especializado você conseguirá combater os danos causados. Esse profissional atua de maneira estratégica para levantar todas as motivações dos gastos indesejados, de modo que as táticas adotadas contenham os danos provocados até então e previna a incidência de novos casos.

Então, agora que já sabe por onde começar, aproveite todas as informações repassadas e comece a observar o dia a dia da sua empresa.

E, se você precisar de ajuda para eliminar as despesas invisíveis do seu negócio, estou à disposição para deixar o seu negócio ainda mais lucrativo! Entre em Contato agora.

Algumas maneiras de encontrar propósito em qualquer trabalho!!!

Segue abaixo algumas maneiras de encontrar propósito no trabalho…

1. Selecione uma experiência que tenha sentido!!!

O erro de quem esta começando, é achar que o propósito precisa ser uma coisa única com um impacto grande, até mesmo de mudança de mundo. Pode ser isso sim, porém, o propósito pode ser encontrado nos momentos simples da vida. Mantenha aberta uma porta para alguém não porque você deveria, mas porque você quer ajudar. Sinceramente, pergunte sobre o dia de um membro da equipe não porque você está enchendo o tempo esperando pelo elevador, mas porque as pessoas o fascinam. Respire profundamente o ar fresco, não porque você está estressado, mas porque você ama como se sente em sua barriga ou no peito. A finalidade é fazer sentido pra você, por isso, a escolha de olhar de forma diferente para aquilo que faz sentido na sua vida e na sua experiência cotidiana é realmente escolher tecer propósito em sua vida.

2. Entenda o que você alimenta!

Propósito sem significado não é propósito. É enchimento.

Quando você sabe o que você valoriza em seus ossos – as coisas que mais significam para você em si mesmo, nos outros e lá fora no mundo – você é capaz de ancorar qualquer atividade ou comportamento a um sentido de algo que realmente importa, trazendo seu trabalho vivo e com propósito.

Se você valoriza a contribuição, por exemplo, encontre um propósito, procurando maneiras de contribuir para um grupo, entregue acima e além do que um cliente espera, ou devolva a uma comunidade local. Se você valoriza o riso, esteja pronto com um sorriso em seus relacionamentos de negócios e seja sempre generoso com seu humor. Ou, se você valoriza a conexão, conectar e compartilhar abertamente com as pessoas ao seu redor lhe dará um propósito.

3. Considere um legado mais simples 

O dicionário define um legado como um presente de propriedade, por vontade . É uma definição que me fez pensar.

Do jeito que eu vejo, nós sabemos muito bem que temos uma chance de vida neste curioso pequeno planeta, e todos nós queremos fazer o melhor possível e deixar uma marca de algum tipo. A verdade é que não estamos todos destinados a deixar um legado como Michelangelo, Madre Teresa ou Mandela, e é essa procura de um legado que muda o mundo e que nos mantém presos enquanto sonhamos sobre qual seria o nosso propósito e nos perguntamos como trabalho se encaixa com essa imagem.

Então simplifique isso. Tire o peso disso. Tomando a direção do dicionário, olhe para o seu legado como algo que você possui e que você pode oferecer aos outros, por sua livre vontade. Tempo, consideração, habilidade, empatia, hospitalidade, experiência – tudo isso e muito mais são coisas que você pode presentear com os outros.

A generosidade, então, é um propósito que você pode obter agora, hoje, neste exato momento, em vez de esperar por uma epifania que talvez nunca chegue.

O propósito é uma coisa engraçada. Às vezes fugaz, às vezes revigorante, às vezes enfurecedor. Mas tudo o que realmente se resume, especialmente no trabalho, é a escolha de se envolver com tudo o que você tem, em vez de lutar com tudo que você não é.