ATP - CEF: mntefocada
Mostrando postagens com marcador mntefocada. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador mntefocada. Mostrar todas as postagens

 

Como Fazer Um Plano de Ação: Passo a Passo e Ferramentas

 

Plano de ação é uma ferramenta que traça uma metodologia para a conquista de objetivos. Trata-se de um planejamento que define ações necessárias para atingir objetivos, cronograma e prazos, responsáveis por cada tarefa, recursos financeiros e humanos necessários e acompanhamento de resultados.

Para aprender como fazer um plano de ação, é preciso se concentrar em quatro pilares fundamentais: a iniciação do projeto (traçando os principais objetivos e metas), o planejamento (estabelecendo as ações), a execução (tomando as medidas), o monitoramento (avaliando os resultados).

 

O plano de ação é um recurso de gestão essencial para a conquista dos objetivos organizacionais.

Esse tipo de planejamento é primordial para o desenvolvimento de estratégias que permitirão atingir os objetivos traçados.

Tudo por meio da definição de atividades, prazos, responsabilidades e metas.

 O que é plano de ação?

 

Plano de ação é uma ferramenta que traça uma metodologia para a conquista de objetivos.

O plano de ação é utilizado na montagem do Planejamento Estratégico das empresas.

Trata-se de um planejamento que define ações necessárias para atingir objetivos, com cronograma e prazos, responsáveis por cada tarefa, recursos financeiros e recursos humanos necessários e também pode ser feito o acompanhamento dos resultados.

O plano de ação é o mapa para o caminho que deve ser percorrido pela empresa no intuito de alcançar as metas que foram definidas.

Direciona todas as ações da equipe à luz de metas bem definidas.

 

A importância de fazer um plano de ação

 

Podemos definir o principal benefício do plano de ação como sendo sua eficácia para o alcance de objetivos organizacionais.

Assim o plano de ação é uma ferramenta crucial para toda empresa que busca o crescimento.

O plano de ação traça o caminho mais eficiente até o ponto desejado, o que significa economia de tempo e dinheiro.

o único jeito de transformar um objetivo abstrato em uma realidade alcançável é por meio da criação do plano de ação, esta frase foi dita por "Ray Silverstein, presidente da President’s Resource Organization".

Como fazer um plano de ação

 

1. Iniciação

 

O primeiro passo é definir os objetivos que você deseja alcançar.

Eles estabelecem aonde você quer chegar.

Esse é o ponto de partida para a elaboração de todo o plano de ação.

O planejamento vai levar a sua empresa ao ponto desejado.

Aqui é importante a empresa entender que só é possível chegar à algum lugar quando se sabe onde quer chegar e isso torna possível traçar um caminho.

Para isso, você precisa definir, de forma clara, quais são os objetivos organizacionais.

 

2. Planejamento

 

Definidos os objetivos, é hora de começar o planejamento.

Ele consiste em estabelecer as ações e recursos necessários para chegar ao estado desejado.

É nessa fase que você vai desenvolver o pensamento estratégico e a tomada de decisão.

Ao elencar as ações, crie metas, que são estágios para o alcance dos objetivos.

Elas devem apresentar diferentes prazos: curto, médio e longo.

Dessa forma, cada ação elencada no plano contribui para o alcance de uma meta.

As metas precisam ser realistas e mensuráveis, para que seja possível analisar o desempenho da empresa.

Defina também o início e prazo final para cada atividade traçada no plano, montando um cronograma de todas as tarefas a serem desenvolvidas.

Inclua um escopo de cada atividade, delegue responsabilidades e liste quais recursos financeiros e humanos serão necessários para colocar o plano em prática.

 

3. Execução

 

Depois de planejar, é o momento de executar o plano de ação.

Siga o cronograma traçado.

Deixe o plano visível para todos os colaboradores.

Uma vez delegadas as tarefas, cada responsável precisa ter clareza sobre seu papel no processo.

O plano de ação é uma engrenagem que só funciona com a interligação de todas as peças.

Perceba como a execução só pode ser bem-sucedida se todos os aspectos tiverem sido definidos corretamente no planejamento.

Quanto mais detalhado for o planejamento, mais fácil é seguir todas as atividades propostas.

 

4. Monitoramento

 

O monitoramento é uma forma de acompanhar a evolução do plano de ação, acompanhar erros, imprevistos e, de maneira geral, validar o planejamento.

O monitoramento evita que algum problema na execução passe despercebido.

E quanto mais rápido ele for identificado, mais chances de criar uma solução sem que a empresa sofra as consequências e o plano seja comprometido.

Nessa fase, minha recomendação é que você utilize indicadores de performance, os KPIs, para avaliar os progressos da empresa.

A análise de números embasa a tomada de decisão e comprova a eficiência ou ineficiência do plano de ação.


Quer fazer uma plano de ação na sua empresa entre em contato com a ATP - Consultoria Empresarial e Financeira, somos especialistas em Planejamento Estratégico feito de forma totalmente disruptivo. 

email: tomazconsultor@terra.com.br / / tomazconsultor@gmail.com

Fone/whats: 16 992047643


Como ter uma Mente mais focada

Mente e foco, são duas coisas que andam juntas e se inter-relacionam em sua utilização plena, quando temos uma mente focada tudo fica mais claro é possível de se entender e por consequência o resultado será melhor, para que possamos ter uma mente focada é preciso conhecer alguns sabotadores criados pela nossa mente.
Tempo – Em uma era em que a velocidade da informação e tudo que gira em torno da informação, são alterados em um curto espaço de tempo, é comum ouvirmos das pessoas que não tem tempo, mas será mesmo, o que mudou com relação ao tempo propriamente dito, da época dos nossos pais para nossa época, se pensarmos em tempo, nada mudou, temos 24 horas no dia, 7 dias na semana, 365 ou 366 dias no ano, então o que pode ter mudado?
Aqui chegamos a um paradoxo, a tecnologia simplificou tudo, encurtou distâncias, quebrou barreiras e talvez seja uma das maiores revoluções do século 20, o paradoxo fica claro no momento em que se pensa que se tudo ficou mais fácil e simples deveríamos ter mais tempo livre, e como fica então a frase de que não temos tempo pra nada e que vivemos correndo, a pergunta que me faço aqui é, correndo atrás de que e pra quem, é preciso refletir sobre o nosso tempo e o que estamos fazendo com ele.
O que faz uma pessoa ficar por 4 horas assistindo programas de TV que não vão lhe acrescentar nada na sua vida, o que faz as pessoas perderem tanto tempo com várias ações que deveriam ser resolvidas no dia anterior.
Como manter a mente focada então, em primeiro lugar é preciso esclarecer, mente focada significa deixar de lado muitas atividades no seu dia a dia que só roubam seu tempo.
Alguns ladrões do seu tempo:
Procrastinação – deixar atividades que deveriam ser feitas hoje para serem feitas amanhã é um problema da era moderna, as pessoas estão sempre com o celular na mão e com o primeiro barulho de algum aplicativo deixam de lado o que estão fazendo e desviam a atenção para o celular, mesmo que a mensagem não seja pra pessoa ele tem que olhar tudo aquilo que já tinha olhado a um minuto atrás, é preciso ficar atento a esse processo, quando estiver em uma atividade busque deixar o celular no silencioso e só depois que terminar a atividade, verifique o celular, outra situação muito comum é começarmos uma atividade e não terminarmos por que estamos preocupados com outras coisas que não é possível resolver naquele momento, para situações acima é preciso estar presente naquilo que se está fazendo, estar presente é entender que uma situação que não se pode resolver hoje não se resolverá hoje e por isso não é preciso pensar nela, assim com ações simples é possível resolver esse problema.
Entrar em discussões que não vão levar à lugar algum – Quando se fala em discussões temos um ladrão de tempo que é ajudado por um cara chamado “ego” todos nós conhecemos esse cara, em alguns ele é dono da pessoa em outros ele manda pouco, mas ele atinge muitas pessoas em momentos de diferentes visões que levam à uma discussão, por isso é preciso estar atento e reconhecer quando está sendo manipulado pelo “ego”, nesse momento pode-se bloqueá-lo e sair de uma discussão que poderia ser interminável.
 Dormir mal – o sono ou falta dele pode trazer vários problemas no dia seguinte e a perda de tempo é uma, quando uma pessoa não dorme bem, não consegue desenvolver suas atividades com a destreza que deveria, ficando mais lenta e consequentemente gastando mais tempo nas suas atividades diárias, durma bem e sinta a diferença no dia seguinte.
Existem muitos outros ladrões de tempo, os exemplos citados acima são para que possa refletir sobre como utiliza seu tempo, o que está fazendo com ele e a partir desse ponto buscar focar naquilo que vai te trazer resultados.
Gratidão por poder escrever estas palavras e com isso ajudar pessoas a melhorarem a forma como utilizam o tempo.

Autor: Airton Tomaz, Consultor Empresarial e palestrante, autor do ebook: Jesus, o que sua empresa tem a ver com ele, 21 ensinamentos de Jesus para seu negócio.