ATP - CEF

 


Planejamento Estratégico, entenda!!!

Vantagens para sua Empresa em utilizar...

 O planejamento estratégico é fundamental para desenvolver uma visão de médio e longo prazo e, assim, conquistar os objetivos do negócio, independentemente de porte ou segmento de atuação.

Sem o Planejamento estratégico, a empresa fica perdida e não sabe onde deseja chegar e muito menos como chegar.

O Que é Planejamento Estratégico?

Trata-se de todo o processo de criação e execução de uma estratégia para alcançar objetivos dentro da organização. Desde a definição das metas, até às tomadas de decisão, mobilizações e efetivas ações para alcançar o que se propôs com foco no sucesso empresarial.

Neste sentido, o planejamento entra com a metodologia (os meios), enquanto a estratégia aparece com a parte criativa, de análise e decisão.

Lembre-se o planejamento estratégico precisa ser um processo que envolva todas as equipes e níveis da empresa. Ou seja, ele deve unir o comprometimento e dedicação do líder com o engajamento dos times para que, assim, todos trabalhem em harmonia e focados nos mesmos objetivos e propósitos.

Quando está claro para os colaboradores quais os valores da empresa e as metas a serem alcançadas, é muito mais fácil promover a colaboração e criar um ambiente em que todos se sintam responsáveis e igualmente recompensados pelo sucesso.

Por isso, enxergue o planejamento estratégico muito além do papel. Apesar de ser um documento, é ele que vai fazer com que a empresa caminhe para o crescimento sem perder a sua identidade ao longo do trajeto.

O Planejamento Estratégico pode ser feito anualmente ou pode ser feito quando a empresa desejar, como de três a cinco anos; ou até mesmo mensalmente. Tudo irá depender do que a empresa quer alcançar no momento atual.

Acompanhe o seu mercado monitore a concorrência, busque atingir meta específicas, seja para alavancar as vendas ou se diferenciar com um novo produto.

Então, como fazer um Planejamento Estratégico que Seja Eficaz?

É preciso muita disciplina para isso, especifique um cronograma e divida em etapas:



Etapa 1: Diagnóstico

O primeiro passo envolve olhar para dentro da empresa e para o mercado para entender o momento atual. Ou seja, esse é o momento da Análise SWOT, entenda e defina as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Para isso, é preciso reunir a equipe de trabalho e levantar as forças e fraquezas internas do negócio. Em seguida, analisar os diferenciais e os pontos que precisam ser melhorados e, depois, fazer o mesmo com o ambiente externo. Ou seja, identifique as oportunidades e ameaças que impactam a organização, tais como a sazonalidade ou a situação econômica do país.

O diagnóstico é importante para que seja possível entender o contexto em que a empresa está inserida e, assim, as ações mais adequadas para alcançar os objetivos sejam identificadas.

 Etapa 2: Identidade Organizacional

Para que o seu negócio seja único, é preciso ter uma missão, visão e valores que sejam reconhecidos tanto pelo público interno quanto pelo externo.

A missão é a razão pela qual a sua empresa existe, enquanto a visão é o que vocês aspiram se tornar ou onde desejam chegar. Já os valores representam os princípios que guiam a cultura da empresa e, inclusive, dos colaboradores.

Assim, a identidade organizacional atua como um importante guia para contratar novas pessoas, fechar contratos com fornecedores e, inclusive, lançar produtos e serviços no mercado. Por isso, é fundamental reforçá-la a todo momento e garantir com que ela permeie todo o negócio.

A missão, visão e valores, podem modificar somente em uma situação em que não faça mais sentido ou não se adequem a atual situação da empresa.

Etapa 3: Metas e Indicadores de Sucesso

É importante lembrar que as metas a serem conquistadas precisam envolver toda a organização. Por isso, pode ser necessário criar uma meta geral e, depois, transformá-la em metas de vendas, marketing, recursos humanos e assim por diante.

Uma boa estratégia é utilizar a metodologia SMART para definir cada meta. Ou seja, Specific (específica), Mensurable (mensurável), Attainable (atingível), Relevant (relevante) e Time based (temporal).

 

Lembre-se de que o envolvimento de todos é fundamental, por isso, cada departamento deve ter as suas metas.

Outro ponto importante é que os objetivos devem ser desafiadores, no entanto, realistas. Ou seja, você não pode sonhar muito alto e colocar números impossíveis de serem alcançados dentro do mercado ou da realidade da empresa.

Os indicadores, também conhecido como KPIs, permitirão acompanhar o desempenho das metas. Dessa forma, se um a das metas é conquistar um faturamento pré-definido, o próprio faturamento mensal será um dos indicadores a ser acompanhado ao longo dos meses.

Por fim, faça com que todos os colaboradores tenham ciência de todas essas metas e indicadores. Dessa forma, cada um saberá a sua importância e o seu papel para que a empresa chegue no lugar desejado.

Etapa 4: Plano de Ação

O plano de ação é o que viabiliza conquistar as metas e objetivos definidos, com base em um cronograma e na definição de responsáveis.

Isso significa que é preciso definir quais atitudes serão tomadas e delegar quem vai executar cada uma delas. Ter essas informações documentadas pode ser o diferencial entre uma estratégia bem-sucedida e uma problemática, por isso, fique bem atento a essa etapa.

Fundamental também é elencar as ações por ordem de importância. Com isso, o que for mais simples ou urgente deve ser realizado primeiro.

Para ajudá-lo, pense em quais ações realmente farão a diferença para conquistar os objetivos e dê preferência a elas.

 Etapa 5: Acompanhamento e Análise

Como última etapa do planejamento estratégico, defina uma periodicidade de reuniões para que as áreas da empresa possam se encontrar, apresentar e debater os resultados alcançados.

Normalmente, esse encontro acontece todas as semanas, assim, é possível falar sobre o que aconteceu na semana anterior e pensar nos próximos passos. É importante também reunir os gestores sempre que possível para que os resultados sejam avaliados.

E mais, deve-se revisar e redefinir a análise SWOT, as metas e o plano de ação. Afinal, o mercado não é estático e é preciso adequar a todo momento.

Quando o assunto é concorrência, você sai na frente ao fazer o planejamento estratégico.

Dessa forma, você tem a chance de enxergar o seu negócio em 360º, planejando e executando estratégias que te ofereçam vantagens competitivas que contribuem e muito para o crescimento da sua empresa. E mais, torna possível:

1.    Gestão Organizada

2.    Comunicação Alinhada

3.    Agilidade das Ações

4.    Desenvolvimento Contínuo

5.    Identificação de Oportunidades

6.    Antecipação de Cenários

Assim tudo isso reforça a importância do Planejamento Estratégico, ou seja, é um mapa a ser seguido e que vai direcionar todas as ações da empresa.

ATP – Consultoria Empresarial e Financeira é especialista em Planejamento Estratégico feito de forma disruptiva.

Entre em contato, vamos fazer essa disrupção no seu negócio!!!

tomazconsultor@terra.com.br

tomazconsultor@gmail.com

Whats: 16 99204 7643

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Obrigado(a) pelo(a) seu comentário, fico feliz e nossa empresa busca incessantemente melhorar nossos textos. Muito obrigado(a).