ATP - CEF

 


Quais os tipos de contribuição que os donos da empresa podem receber?

Ao abrir um novo negócio, pode ser bem complicado dividir o que você, dono e empreendedor, e até mesmo seus sócios podem receber.

Será que você deve pegar todo o lucro? Quanto do caixa você deve pegar e colocar como seu salário? Há divisão de lucros?

Muitas dúvidas podem surgir e por isso esse artigo vai contar tudo para você!

Confira agora!

Quais são os tipos de contribuição para os donos da empresa?

Existem duas formas de remuneras os sócios de uma empresa: o pró-labore e a distribuição de lucros.

Pró-labore

O pró-labore é o salário dos sócios e donos do empreendimento, ou seja, é como se fosse um salário correspondente ao seu cargo. E assim, o salário deve ser definido com base na média dos salários dessa profissão no mercado.

Para definir o pró-labore, são necessários alguns passos:

  • Definir as atividades de cada sócio ou do dono da empresa;

  • Estudar o mercado e a média de salário de cada atividade;

  • Definir o valor do salário desse grupo de profissionais.

Esses passos são extremamente necessários para que não afete o caixa da empresa ou até mesmo aconteça alguns conflitos por conta de diferença de salário.

Distribuição de lucros

A distribuição de lucros equivale à remuneração do crescimento da empresa durante o ano. E ela deve ser distribuída mesmo que algum sócio não atue diretamente na empresa, mas injete capital nela.

A distribuição de lucros é uma forma de remunerar os sócios pelo montante que cada um colocou na empresa e pelos riscos que assumiu ao fazer isso.

Para realizar a distribuição:

  • Estude o fluxo de caixa da empresa e contrate um profissional capacitado para te auxiliar;

  • Não distribua todo o lucro entre os sócios, é necessário guardar um montante para poder reinvestir no empreendimento;

  • Divida o restante entre os sócios de forma proporcional à sua participação.

Quem pode receber cada tipo de contribuição?

Se você está se perguntando se existe diferença em quem pode receber o pró-labore ou a distribuição de lucros, eu te respondo: sim, existe!

O pró-labore é como se fosse um salário. E, dessa forma, quem deve receber são os sócios que realizam atividades administrativas dentro da empresa. Se é um sócio que apenas investe capital, não deve receber uma espécie de salário por isso, certo?

Já a distribuição de lucros deve ser recebida por todos, pois é o retorno do investimento que cada sócio colocou naquela organização. Dessa forma, ela deve ser calculada com base no montante que cada sócio investiu.

Como dividir as contribuições da sua empresa sem prejudicar o seu caixa?

Para que você garanta que está sendo justo ao selecionar um pró-labore e distribuição de lucros de acordo com cada atividade e participação dos sócios, é imprescindível que você contrate um consultor financeiro.

Ele poderá te ajudar a analisar e a pesquisar o salário-mínimo e como não prejudicar o caixa ao dividir o lucro.

Vamos conversarsobre os pagamentos que estão sendo feitos na sua empresa? Me envieuma mensagem direta!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Obrigado(a) pelo(a) seu comentário, fico feliz e nossa empresa busca incessantemente melhorar nossos textos. Muito obrigado(a).