quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Enem por escola 2012: três das 24 escolas que recorreram já obtiveram retificação4

Do UOL, em São Paulo

Um dia depois que as médias do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) por escola foram divulgadas, o Inep, por meio de nota técnica do Daeb (Departamento de Avaliação da Educação Básica), confirmou, nesta quarta-feira (27), que 24 instituições recorreram para pedir que as suas notas fossem divulgadas. O Daeb é um dos departamentos do Inep, autarquia do MEC responsável pela informação.
Três delas já obtiveram a resposta e, com isso, passam a figurar na lista de melhor avaliadas no Enem por escola. O caso que mais chama a atenção é do Objetivo Integrado, que ficou com maior média das provas objetivas no Brasil: 740,81. Também conseguiram as médias o Colégio Classe A do Mato Grosso do Sul (625,03) e o Integrado de Mogi das Cruzes Objetivo Colégio (675,16). 
O Inep informou que não há prazo para a revisão das notas das demais escolas que já pediram o reexame.

ENEM 2012 POR ESCOLA

  • Arte UOL
    Consulte a nota da sua escola e veja o ranking do seu Estado

Nota técnica

Em todos os casos, o Inep informou que as médias não foram disponibilizadas porque houve uma discrepância entre o número de alunos matriculados segundo o Censo Escolar 2012 e o número de inscritos no Enem do mesmo ano.
?Análises realizadas pela equipe técnica da Daeb constataram que em todos os casos, as escolas tiveram na base de inscritos do Enem 2012 mais estudantes concluintes que o total de estudantes concluintes presentes no Censo escolar de 2012, o que gera uma taxa de participação superior a 100%, o que impediu o cálculo da média?, informa a nota técnica do Inep a que o UOL teve acesso.
A diferença pode ocorrer porque são os alunos que informam a escola que concluíram o ensino médio. Em caso de erro no preenchimento do formulário de inscrição no Enem, a escola pode ter mais no exame do que os matriculados na instituição.
O Inep informou que todas as escolas que pediram a divulgação das notas terão as suas médias calculadas e disponibilizadas.
Na terça, os colégios informaram ao UOL que erros desse tipo poderiam ter sido corrigidos caso o Inep tivesse enviado os dados para checagem prévia, como foi feito em 2011. O Inep não informa o motivo da alteração do procedimento de confirmação dos dados. 

Curso para educadores recebe inscrições até esta sexta-feira

Portal do MEC

Educadores em exercício em escolas públicas do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Pará, Rondônia, Roraima, São Paulo, Sergipe e Tocantins têm prazo até esta sexta-feira, 29, para fazer a inscrição na sexta edição do curso de prevenção do uso de drogas para educadores de escolas públicas – edição 2014. O curso terá início em fevereiro do próximo ano e duração de nove meses.

As 50 mil vagas serão preenchidas preferencialmente por escolas das unidades federativas pactuadas no Programa Crack, é Possível Vencer!; grupos de no mínimo cinco e no máximo dez educadores-cursistas por escola; escolas que tenham inscrito membros da gestão administrativa ou pedagógica (direção, coordenação pedagógica, orientação educacional, administração escolar, supervisão escolar, entre outros); educadores que atuem com estudantes de ensino fundamental ou ensino médio; escolas inseridas em programas do MEC, como PSE (Saúde na Escola); SPE (Saúde e Prevenção nas Escolas); Mais Educação; Ensino Médio Inovador e outros.

Oferecido na modalidade a distância para apoiar as escolas na implementação de ações preventivas, o curso tem quatro módulos temáticos e um de acompanhamento da implementação do projeto de prevenção do uso de drogas da escola. Os módulos são O Educando em Desenvolvimento na Família e na Escola; Conceitos e Informações sobre Drogas e Prevenção; A Prevenção como Questão Educacional e de Saúde; Estratégias de Prevenção na Escola; Implementando o Projeto de Prevenção do Uso de Drogas na Escola.

O educador aprovado receberá diploma de extensão universitária, com duração de 180 horas. Os participantes devem necessariamente ter acesso à internet, disponibilidade semanal para estudos e atividades exigidas pelo curso e apoio institucional para a realização do projeto de prevenção do uso de drogas na escola.

A iniciativa é resultado de parceria entre a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça, a Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação e a Universidade de Brasília (UnB). Mais informações pelos telefones (61) 3107-8912 e 3107-8913.

As inscrições devem ser feitas na página do curso na internet

Assessoria de Comunicação Social

Palavras-chave: educação básica, prevenção, drogas

Formação inicial terá projetos elaborados por 28 instituições

Portal do MEC



A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) selecionou 28 instituições de educação superior para desenvolver projetos de formação inicial de professores para o exercício do magistério em escolas indígenas e do campo, aí incluídas unidades quilombolas, extrativistas e ribeirinhas. Para apoiar o desenvolvimento do projetos, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência para a Diversidade (Pibid–Diversidade) vai distribuir três mil bolsas de estudos a estudantes, orientadores e supervisores.



Cada instituição receberá recursos anuais de R$ 4 mil por aluno de licenciatura participante do projeto, durante 48 meses. A verba destina-se ao pagamento de despesas com material didático, pedagógico, científico e tecnológico, passagens, hospedagem e alimentação. Pelo cronograma descrito em edital, as instituições de educação superior devem iniciar as atividades até de março de 2014.



Integram o Pibid Diversidade dez instituições da região Nordeste, seis do Sul, cinco do Centro-Oeste, quatro do Norte, e três do Sudeste. As bolsas mensais têm valores de R$ 400 para o estudante; R$ 765 para o supervisor; R$ 1,4 mil para o coordenador de área (orientador dos alunos); R$ 1,4 mil para o coordenador de gestão do curso na instituição e R$ 1,5 mil para o professor que coordena o projeto institucional.




Ionice Lorenzoni




Confira as instituições que tiveram projetos aprovados


Palavras-chave: magistério, formação inicial, Pibid Diversidade

Gabaritos das provas do Enade deste ano estão liberados para consulta

Portal do MEC

Os estudantes que participaram no domingo, 24, do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) já podem consultar on-line o gabarito das provas. Os boletins individuais de desempenho devem ser liberados no segundo semestre do próximo ano.



O exame, organizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), reuniu cerca de 170 mil estudantes de cursos de educação superior em 893 locais de provas em 837 municípios. Este ano, o índice de abstenção foi de 13,7%.



As provas avaliaram o desempenho dos estudantes dos cursos de bacharelado em agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social e zootecnia, além dos cursos tecnológicos em agronegócio, gestão hospitalar, gestão ambiental e radiologia.



O Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), criado em 2004. O objetivo é avaliar cursos de graduação a partir da verificação das competências, habilidades e conhecimentos desenvolvidos pelos estudantes durante a formação, de acordo com as características do perfil profissional exigido.



Os gabaritos podem ser consultados na página do Enade na internet.




Assessoria de Comunicação Social do Inep


Palavras-chave: educação superior, Enade, gabarito

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Confira a nota da sua escola no Enem 2012

Do UOL. em São Paulo


O MEC/Inep divulga apenas as notas de escolas com mais de dez alunos e com mais de 50% de participação
  •  
POSIÇÃOESCOLAMÉDIA TOTALCÓDIGO ESCOLA
1COLEGIO BERNOULLI - UNIDADE LOURDES722.1531350664
2COLEGIO ELITE VALE DO ACO720.8931349720
3COL DE SAO BENTO712.7933062633
4COL DE APLICACAO DA UFV - COLUNI706.2231128074
5VERTICE COLEGIO UNIDADE II705.5635141240
6COLEGIO SANTO AGOSTINHO UNIDADE NOVA LIMA695.8831333921
7COLEGIO HELYOS695.5529342880
8COLEGIO MAGNUM AGOSTINIANO - NOVA FLORESTA694.6731004731
OBS:O ranking foi ordenado de acordo com as médias da escolas. O cálculo da média foi feito somando as notas das quatro provas objetivas e dividindo por quatro. A nota da redação não entra na soma, pois a correção não é feita com a TRI. Os dados foram fornecidos pelo MEC/Inep
Visite o site do Uol no link abaixo

OAB divulga resultado final do 11º Exame de Ordem

Do UOL, em São Paulo

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) divulgou nesta terça-feira (19) o resultado final da 2ª fase do 11º Exame de Ordem Unificado. A lista foi divulgada após o julgamento dos recursos.
Na segunda fase, o candidato teve cinco horas para elaborar a redação de uma peça profissional e responder quatro questões discursivas sobre uma das seguintes áreas: direito administrativo, direito civil, direito constitucional, direito empresarial, direito penal, direito do trabalho ou direito tributário.

Instituições que mais aprovam

O Conselho Federal da OAB divulgou no mês passado o desempenho das instituições de ensino superior no 10º Exame de Ordem, realizado no primeiro semestre deste ano.
Dentre as instituições com maior taxa de aprovação no exame, quatro são federais e cinco são estaduais. A USP aparece duas vezes no ranking: em primeiro lugar com o campus de Ribeirão Preto, com 91,18% de aprovação, e em nono, com a Faculdade do Largo São Francisco.
Como critério de seleção, apenas as universidades com mais de 20 candidatos inscritos no exame foram consideradas. Confira na tabela abaixo as dez instituições com os maiores percentuais de aprovação.

AS DEZ INSTITUIÇÕES COM MAIOR PERCENTUAL DE APROVADOS NO 10º EXAME

UniversidadesInscritosAprovação na 2ª fase (%)
USP (Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto)3591,18%
Unesp (Universidade Estadual Paulista - R. Eufrásia Monteiro Petrágli, Franca)3582,35%
UEL (Universidade Estadual de Londrina)2380,95%
UFPR (Universidade Federal do Paraná)14080,29%
UFSM (Universidade Federal de Santa Maria)5378,85%
Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Francisco Beltrão)2378,26%
Uenp (Universidade Estadual do Norte do Paraná - Jacarezinho)3378,13%
Furg (Fundação Universidade Federal do Rio Grande)3577,14%
USP (Universidade de São Paulo - Largo São Francisco)28376,84%
UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)7676%
De acordo com o Conselho Federal, 120.944 candidatos fizeram a primeira fase do exame e 33.954 foram aprovados na segunda fase. O exame apresentou 28,07% de aprovação.

Questões de exatas foram mais difíceis, dizem candidatos da Fuvest 2014

Lucas Rodrigues
Do UOL, em São Paulo

Os primeiros candidatos a saírem neste domingo (24) das provas da Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) 2014 no prédio da FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo), na capital paulista, disseram que as questões de exatas foram as mais difíceis.
Victoria Nascimento, 17, disputa uma vaga em jornalismo e não saiu muito animada da prova. "Eu não estudei tanto para o vestibular, por isso eu estava me sentindo despreparada. Então prefiro não criar expectativas", afirma. "Na prova, tive dificuldade na parte de exatas".
Candidata de medicina, Jennifer Damaceno, 17, diz que também teve dificuldade com os cálculos. "Português era mais interpretação. A parte de exatas estava mais complicada".
Os estudantes afirmam que em geografia caíram muitos mapas e questões relacionadas ao revelo e ao clima. Já em história, temas sobre a África e abolição da escravidão foram cobrados. Questões sobre o assunto também caíram no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deste ano.
Fernanda Pantuffi, 16, está no terceiro ano do ensino médio e tenta uma vaga no curso de publicidade e propaganda. Ela conta que uma das questões de inglês abordava manifestações em diversas cidades do mundo, como Cairo, Istambul e aqui no Brasil. Em outra questão, havia a famosa fotografia de um homem diante de tanques na região da Praça da Paz Celestial, na China.
Para Gabriel da Costa, 18, que tenta uma vaga em arquitetura, a prova estava cansativa, mas não muito difícil. "Para quem não leu os livros deve ter sido", analisa. "Caiu bastante química orgânica também. Acho que fui bem, mas chutei algumas".
Ano passado, Camila Mele, de 18 anos, ficou de fora da segunda fase de medicina por dois pontos. Hoje ela achou que a exigência da prova foi maior. "Foi difícil, mas se for comparar com as provas de medicina que têm por aí, tem que ser mesmo, não pode passar qualquer um", analisa.
Matheus Fernandes Borges, 18, terminou o último ano do ensino médio no ano passado. Para a Fuvest, ele se preparou estudando por conta própria com apostilas de amigos e parentes. "Achei a prova difícil, não estava acostumado com questões nesse nível. Mas consegui fazer tudo, principalmente a parte que tive mais dificuldade, que foi biologia", conta.

MEC cria sistema para explicar o cálculo da nota do exame

Portal do MEC

Com o objetivo de facilitar o entendimento dos estudantes e sociedade quanto à metodologia de cálculo das proficiências no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) criou o mapa de itens do exame. A iniciativa foi lançada pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, nesta segunda-feira, 25, em coletiva de imprensa, na sede do Ministério da Educação, em Brasília.
Por meio do sistema online, os interessados poderão acessar itens das provas, explicações sobre o cálculo da nota e entender como ocorre a variação da complexidade dos itens ao longo da chamada escala de proficiência. “O estudante terá acesso à descrição dos itens e saberá quais competências precisa melhorar”, destacou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.
Além disso, os participantes do teste podem visualizar as habilidades que provavelmente já desenvolveram. O mapa de itens associa cada questão a um ponto da escala de proficiência, que varia de 0 a 1000 pontos.
Assim, o estudante poderá verificar o grau de dificuldade em que um determinado item se encontra. Os participantes com proficiência acima dessa posição possuem maior probabilidade de respondê-lo corretamente. Aqueles com desempenho abaixo dessa posição têm menor probabilidade de respondê-lo corretamente.
Os itens exibidos no mapa foram selecionados por uma comissão de especialistas, de acordo com critérios pedagógicos, para melhor representar o conjunto de habilidades e competências avaliados no exame. “Este sistema permite uma visão pedagógica aos estudantes quanto às competências e habilidades que já adquiriram”, explicou o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa.
Escolas – Durante a coletiva também foi anunciado que a partir desta segunda-feira, 25, estará disponível no portal do Inep, para consulta online, o sistema de notas do Enem por Escola 2012. “Por meio deste sistema, a escola terá uma análise das notas para realizar intervenções. O nosso objetivo é pedagógico”, ressaltou o ministro.
Proficiência – Desde 2009, a proficiência dos participantes do Enem é estimada por meio da Teoria de Resposta ao Item (TRI). Além de estimar as dificuldades dos itens e as proficiências dos participantes, essa metodologia permite que os itens de diferentes edições do exame sejam posicionados em uma mesma escala. Cada uma das quatro áreas do conhecimento avaliadas no Enem possui uma escala própria.
Enem – Criado em 1998, o exame é uma das principais portas de entrada em ações e programas do governo federal para acesso ao ensino superior, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Na edição de 2013 do Enem participaram mais de 5 milhões de pessoas, quantitativo 20% superior ao de 2012.

Assessoria de Comunicação Social do Inep

Acesse o mapa de itens do exame

Palavras-chave: Enem

Governo fortalecerá o ensino médio por meio de um pacto nacional

Portal do MEC

O Pacto Nacional Fortalecimento do Ensino Médio foi lançado nesta segunda-feira, 25, pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O programa prevê a participação de 495.697 professores e 7 milhões de estudantes, em mais de 20 mil escolas da rede pública estadual. A iniciativa deverá contar com a adesão dos 26 estados e o Distrito Federal, além da participação de 40 universidades.
Baseado no modelo do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, lançado há mais de um ano, o Pacto pelo Ensino Médio visa promover a valorização do professor da rede pública estadual por meio da oferta de formação continuada. O programa dará uma bolsa de estudos no valor de R$ 200 para os professores do ensino médio, cadastrados no educacenso, que estejam ativos no exercício da docência, tenham frequência e desempenho registrados na formação desenvolvida com apoio das secretarias estaduais e universidades.
“Não há processo educativo sem a mediação do professor. Por isso, o eixo central deste programa é valorizar esses profissionais”, destacou o ministro da Educação. Segundo ele, as bolsas começarão a ser pagas em fevereiro do ano que vem. Mercadante disse ainda que o governo federal pretende, posteriormente, redefinir a formação inicial dos professores, modificando os cursos de licenciatura e pedagogia.
Os cursos de formação continuada serão realizados na própria escola, durante a jornada semanal de trabalho. Os professores utilizarão material pedagógico digital disponível nos tablets que foram distribuídos para as secretarias de educação pelo MEC.

Assessoria de Comunicação Social


Confira a apresentação do ministro

Palavras-chave: educação básica, ensino médio, Pacto Nacional Fortalecimento do Ensino Médio

Cursos do Pronatec poderão ser levados a regiões remotas

Portal do MEC

Em 2014, os institutos federais e as escolas técnicas vinculadas às universidades federais receberão uma verba extra para aquisição de kits móveis para levar cursos técnicos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) a regiões remotas do país. Outros recursos serão destinados a pagamento de diárias e passagens a professores que vão qualificar estudantes e profissionais em localidades onde não existe esse tipo de mão de obra.
O anúncio de destinação dessas verbas para essas duas ações foi bem recebido, nesta segunda-feira, 25, por coordenadores e gestores do Pronatec que participam, em Brasília, de encontro para avaliar o programa e projetar a oferta de cursos e vagas no próximo ano.
Waldinete Costa, da pro-reitoria de extensão do Instituto Federal do Pará, diz que as verbas vão resolver dois grandes problemas do estado – a falta de professores qualificados para ministrar cursos nos pequenos municípios e regiões ribeirinhas e de equipamentos para a parte prática do ensino profissionalizante.
A formação de técnicos em mecânica de motores de barcos e de conserto e manutenção de motocicletas estão entre os cursos mais pedidos no Pará. Com os novos recursos, diz Waldinete, o instituto vai montar esses e outroskits para levar os cursos a grande parte das cidades do estado, especialmente os municípios da Ilha de Marajó, que estão entre as unidades do país com os mais baixos índices de desenvolvimento humano (IDH). “Antes, a escola esperava os alunos, agora o instituto vai aonde eles estão”, ela promete.
Neste ano, o IFPA ofereceu 11.680 vagas em 165 cursos do Pronatec, em 75 dos 144 municípios do estado. A estimativa para 2014 é de 14.800 vagas. O instituto tem hoje 12 câmpus prontos e em funcionamento e cinco em implantação. Na sua estrutura conta com cinco carretas móveis, com todos os equipamentos para cursos de informática, distribuídas entre os municípios de Tucuruí, Obidos, Conceição do Araguaia, Bragança e Castalhal.
Também o coordenador do Pronatec do Instituto Federal de Minas Gerais, Claudio Aguiar Vita, avalia que a possibilidade dos institutos adquirirem kits móveis vai ampliar a distribuição de cursos técnicos para os pequenos municípios que não tem infraestrutura. Segundo Claudio, cidades de Minas Gerais com 3 mil a 4 mil habitantes não dispõem hoje, por exemplo, de 30 microcomputadores para abrir um curso de informática.
O instituto mineiro tem 28 mil alunos, sendo 22 mil em cursos de formação inicial e continuada (FIC), com carga horária mínima de 160 horas e o restante em cursos técnicos, com carga acima de 800 horas.
Avaliação – O encontro do Pronatec segue nesta terça-feira 26, com apresentações da evolução do programa de 2011 a 2013 e das necessidades de cursos de formação e de vagas para 2014. O evento acontece no Centro Internacional de Convenções de Brasília, no Setor de Clubes Sul.


Ionice Lorenzoni

Palavras-chave: educação profissional, Pronatec

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Festival em SP debate o uso de games na educação e na saúde

ALEXANDRE ORRICO
DE SÃO PAULO


Como utilizar games em sala de aula para facilitar o aprendizado? Exames médicos podem se tornar mais aprazíveis se apresentados em forma de jogos?
Estas são duas das perguntas que tentarão ser respondidas durante o evento Games for Change, que debate a aplicação de jogos na educação, saúde e outros setores. São Paulo recebe, neste fim de semana, a edição latino-americana do festival.
"Usar videogames só para diversão é explorar apenas uma fração do que é possível fazer com eles", diz Asi Burak, desenvolvedor e presidente global do festival G4C.
"Já é visível em vários países que os games são uma força transformadora de hábitos, de políticas públicas, de apoio à inovação tecnológica e de práticas educacionais", completa.
Burak é o criador um game no gênero, "Peace Maker", sobre o conflito árabe-israelense, e virá ao Brasil para a terceira edição do Festival na USP.
Estão previstas palestras, debates, oficinas e teste de games como "Ludwig", sobre energia e sustentabilidade, e "Conflitos Globais".
A programação inclui ainda uma "game jam", maratona em que desenvolvedores vão encarar ao longo de três dias o desafio de produzir games que tenham impacto na universidade, transformando a relação entre a maior e melhor universidade brasileira e a sociedade.
Retirado do site:http://www1.folha.uol.com.br/tec/2013/11/1375265-festival-em-sp-debate-o-uso-de-games-na-educacao-e-na-saude.shtml

Confira as notas de corte da Fuvest do ano passado

DE SÃO PAULO
Após conferir o gabarito oficial, uma das principais dúvidas do candidato que presta o vestibular da Fuvest é saber se seu desempenho será suficiente para chegar à segunda fase.
As notas de corte de cada carreira, porém, só serão divulgadas daqui a algumas semanas. Enquanto isso, é possível comparar o desempenho deste ano com as notas de corte do vestibular do ano passado.
A comparação é apenas uma referência, já que as notas mudam todos os anos. E quem não atingir uma marca excelente não precisa se desesperar. Segundo professores de cursinhos, a prova deste ano foi difícil, o que significa que as notas de corte podem cair.
VEJA AS NOTAS DE CORTE DA PROVA DA FUVEST REALIZADA EM 2012
CódigoCarreiraNota
500Medicina73
505Ciências Médicas-Ribeirão Preto71
715Engenharia Aeronáutica-São Carlos66
735Engenharia Civil-São Carlos63
775Engenharia na Escola Politécnica61
150Curso Superior do Audiovisual60
270Relações Internacionais59
785Engenharia-São Carlos59
415Ciências Biomédicas58
160Direito57
105Arquitetura-FAU56
220Jornalismo56
265Publicidade e Propaganda55
550Psicologia55
765Engenharia Elétrica e de Computação-São Carlos55
115Artes Cênicas-Bacharelado54
110Arquitetura-São Carlos53
155Design53
555Psicologia-Ribeirão Preto52
760Engenharia de Produção-Lorena52
999Exatas52
165Economia, Administração, Ciências Contábeis e Atuária51
755Engenharia de Materiais e Manufatura-São Carlos51
780Engenharia Química-Lorena51
800Geologia51
185Editoração50
400Ciências Biológicas50
510Medicina Veterinária50
725Engenharia Ambiental-São Carlos50
855Química-Bacharelado e Licenciatura50
399Humanas48
699Biológicas48
770Engenharia Física-Lorena48
275Relações Públicas47
460Farmácia−Bioquímica47
470Fisioterapia47
100Administração-Ribeirão Preto46
175Economia-Piracicaba46
180Economia-Ribeirão Preto46
515Medicina Veterinária-Pirassununga46
720Engenharia Ambiental-Lorena46
410Ciências Biológicas-Ribeirão Preto45
540Odontologia-Bauru45
730Engenharia Bioquímica-Lorena45
120Artes Cênicas-Licenciatura44
125Artes Visuais44
405Ciências Biológicas-Piracicaba44
545Odontologia-Ribeirão Preto44
700Ciências Biomoleculares-São Carlos44
710Computação44
750Engenharia de Materiais-Lorena44
101Administração-Piracicaba43
215História43
535Odontologia43
145Ciências Sociais42
240Marketing-USP Leste, SP42
280Têxtil e Moda-USP Leste, SP42
465Farmácia−Bioquímica-Ribeirão Preto42
520Nutrição42
870Química (Bacharelados)-São Carlos42
135Ciências Contábeis-Ribeirão Preto41
840Oceanografia41
475Fisioterapia-Ribeirão Preto40
525Nutrição e Metabolismo-Ribeirão Preto40
740Engenharia de Alimentos-Pirassununga40
850Química (Bacharelados)-Ribeirão Preto40
860Química-Licenciatura40
140Ciências da Informação e da Documentação-Ribeirão Preto39
170Economia Empresarial e Controladoria-Ribeirão Preto39
190Filosofia39
430Educação Física e Esporte39
450Engenharia Agronômica-Piracicaba39
480Fonoaudiologia39
560Saúde Pública39
565Terapia Ocupacional39
790Física / Meteorologia / Geofísica / Astronomia / Estatística / Matemática / Mate39
195Geografia38
285Turismo38
440Enfermagem38
485Fonoaudiologia-Bauru38
845Química Ambiental38
210Gestão de Políticas Públicas-USP Leste, SP37
230Licenciatura em Educomunicação37
575Zootecnia-Pirassununga37
130Biblioteconomia36
795Física Médica-Ribeirão Preto36
810Informática-São Carlos36
205Gestão Ambiental-Piracicaba35
245Música-ECA35
425Ciências dos Alimentos-Piracicaba35
455Engenharia Florestal-Piracicaba35
235Letras34
530Obstetrícia-USP Leste, SP34
570Terapia Ocupacional-Ribeirão Preto34
835Matemática-São Carlos34
255Pedagogia33
435Educação Física-Ribeirão Preto33
815Licenciatura em Ciências Exatas-São Carlos33
200Gestão Ambiental-USP Leste, SP32
250Música-Ribeirão Preto32
805Informática Biomédica-Ribeirão Preto32
445Enfermagem-Ribeirão Preto31
225Lazer e Turismo-USP Leste, SP30
490Fonoaudiologia-Ribeirão Preto30
865Química-Licenciatura-Ribeirão Preto30
260Pedagogia-Ribeirão Preto29
830Matemática Aplicada-Ribeirão Preto29
420Ciências da Atividade Física-USP Leste, SP27
495Gerontologia-USP Leste, SP27
705Ciências da Natureza-USP Leste, SP27
745Engenharia de Biossistemas-Pirassununga27
820Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental27
825Licenciatura em Matemática / Física27
Retirado do site:http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2013/11/1376053-confira-as-notas-de-corte-da-fuvest-do-ano-passado.shtml

A Importância da Administração de Cargos e Salários

A Administração de Cargos e salários é um dos pontos mais importantes para que se possa fazer gestão de recursos humanos é preciso elaborar ...