sexta-feira, 22 de outubro de 2010

MEC aumenta repasse de recursos. Valor chegou a R$ 293 milhões em 2010

Portal do MEC
A atual administração do Ministério da Educação aumentou os repasses para as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) e instituições especializadas em alunos com deficiência, com a criação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O repasse que era feito para instituições isoladas por meio de convênios foi substituído por políticas universais de financiamento incluídas no Fundeb. Os recursos da Educação Básica foram incorporados pelo fundo, que em 2007 substituiu o antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef). O Fundef não destinava verba para essas instituições.

O Fundeb repassou R$ 293 milhões para as Apaes e instituições especializadas em alunos com deficiência em 2010. O valor é maior do que o de 2009, quando foram enviados R$ 282 milhões, seguindo uma política pública de aumento de verbas para a educação especial. Em 2007, quando os recursos eram repassados via Programa de Atendimento Especializado (PAED), o repasse foi de apenas R$ 6,7 milhões.

O fundo passou a contar em dobro as matrículas de pessoas com deficiência que estudam em dois turnos, sendo um na escola regular e outro em instituições de atendimento educacional especializado. Quanto ao transporte escolar, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) repassa recursos que podem ser usados para a aquisição de veículos para o transporte de alunos.

Especificamente em Minas Gerais, o Fundeb repassou para as Apaes e escolas privadas sem fins lucrativos de educação especial, R$ 48 milhões em 2009 e R$ 59 milhões em 2010. Além desses, o FNDE envia recursos às instituições filantrópicas para merenda, livros e aqueles originários do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Nos últimos três anos, foram repassados R$ 53.641.014,94, destinados a essas ações.

Mais alunos da educação especial estão em classes comuns do ensino regular em relação a 2002, quando havia 106.630 matrículas. Dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2009 já apontam 365.796 estudantes incluídos em classes regulares. Levando-se em conta toda a educação especial na rede pública, o número de vagas passou de 241.234 para 454.927.

O crescimento na quantidade de estudantes com deficiência que estudam em classes regulares é resultado da política do Ministério da Educação a favor da inclusão. Apoio técnico e financeiro do MEC permite ações como a adequação de prédios escolares para a acessibilidade, a formação continuada de professores da educação especial e a implantação de salas de recursos multifuncionais.

Assessoria de Comunicação do MEC
Palavras-chave: Educação especial

Programa Pró-Letramento forma tutores de 118 cidades gaúchas

Portal do MEC
Começa na próxima segunda-feira, 25, curso de formação em alfabetização e linguagem, destinado aos tutores de 118 municípios do Rio Grande do Sul que foram selecionados para participar do Pró-Letramento.

O Pró-Letramento é um programa de formação continuada oferecido pelo Ministério da Educação, que visa a melhoria da qualidade de aprendizagem da leitura, escrita e matemática. É destinado aos professores das séries iniciais do ensino fundamental de escolas públicas.

Realizado pela Universidade Federal de Santa Maria, o curso inicial para tutores terá duração de uma semana, das 8h às 18h, e ocorrerá no Sesc da cidade, que fica na avenida Itaimbé. O município que não tiver um tutor participando do curso deixará de participar do programa.

A carga horária total do curso de tutores do Pró-Letramento é de 180 horas, sendo 60 horas a distância e 120 horas presenciais. No curso serão abordados os seguintes temas: capacidades linguísticas da alfabetização e avaliação; alfabetização e letramento: questões sobre avaliação; a organização do tempo pedagógico e o planejamento de ensino; organização e uso da biblioteca escolar e das salas de leitura; o lúdico na sala de aula: projetos e jogos; o livro didático em sala de aula: algumas reflexões; e modos de falar e modos de escrever.

Após o término do curso, os tutores serão responsáveis pela formação dos professores das séries iniciais do ensino fundamental das escolas públicas das cidades gaúchas selecionadas.

Assessoria de Imprensa da SEB

Veja a lista dos municípios gaúchos selecionados.

Veja mais informações sobre o funcionamento do Pró-Letramento.

Palavras-chave: Educação básica, Pró-Letramento

Questionário do estudante será preenchido até 21 de novembro

Portal do MEC
Os 450 mil universitários avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) em 2010 terão até 21 de novembro para preencher eletronicamente o questionário do estudante. Pela primeira vez, a coleta das informações sobre o perfil socioeconômico dos participantes será realizada pela página do enade na internet. Na primeira entrada no sistema, o estudante deverá informar um endereço eletrônico e o número do CPF. O acesso será validado por meio do número do documento digitado.

A informatização do questionário atende as solicitações das instituições de ensino superior e da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes). Com o sistema, os dirigentes educacionais poderão acompanhar de maneira ágil o processo de preenchimento de seus alunos, identificando assim o número de questionários respondidos. O monitoramento será feito também na página do Enade na internet. A mudança traz economia de recursos de impressão, distribuição e processamento de leitura dos cartões impressos, como eram feitos até 2009.

Embora seja de caráter voluntário, o ato de responder o questionário é extremamente importante para o desenvolvimento da avaliação do ensino superior brasileiro. As informações prestadas na pesquisa subsidiam a construção de indicadores educacionais de qualidade da educação superior, como o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC).

Neste ano, serão avaliados estudantes dos cursos de bacharelado em agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social, terapia ocupacional e zootecnia, e dos cursos superiores de tecnologia em agroindústria, agronegócios, gestão hospitalar, gestão ambiental e radiologia. Os estudantes dos cursos superiores de tecnologia em agronegócios, gestão hospitalar e gestão ambiental serão avaliados pela primeira vez. O Enade 2010 será realizado no dia 21 de novembro.

Assessoria de Imprensa do Inep

Acesse a página do Enade na internet.

Palavras-chave: Educação superior, Enade

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Especialização em educação infantil tem início no RN

pORTAL DO mec
Na próxima segunda-feira, 25, 300 professores das redes públicas estadual e municipais do Rio Grande do Norte começam a fazer curso de especialização em educação infantil ministrado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A formação vai se estender até maio de 2012, em polos nas cidades de Natal, Mossoró, Macau, Currais Novos e Pau dos Ferros.

A universidade faz parte de um grupo de 18 instituições federais de ensino superior que receberam recursos do Ministério da Educação para ministrar o curso em 17 unidades da Federação. De acordo com a coordenadora do curso na instituição potiguar, Antonia Fernanda Jalles, 1.320 educadores participaram da seleção, o que mostra a importância de a iniciativa ter continuidade.

Na UFRN, a especialização terá 428 horas — 380 em aulas presenciais e 48 distribuídas em três seminários, além de um trabalho de conclusão do curso. O cronograma elaborado pelo Núcleo de Educação da Infância da instituição prevê encontros a cada 15 dias, com oito horas de aulas aos sábados e quatro aos domingos.

O polo de Natal terá cem professores, distribuídos em duas turmas. Os demais terão, cada um, uma turma de 50 pessoas. Os polos reúnem professores da cidade-sede e dos municípios vizinhos. Segundo Fernanda, doutora em educação infantil e professora da UFRN há 16 anos, 15 professores da universidade, especialistas em educação infantil, com mestrado ou doutorado, serão responsáveis pelo curso. A aula inaugural está marcada para as 8h, no Hotel Praia Mar, em Natal, durante o 1º Encontro Internacional de Educação Infantil do Rio Grande do Norte, que também começa na segunda-feira e vai até quarta, 27.

Curso — Das 18 universidades federais selecionadas pelo MEC para oferecer a especialização, já deram início aos cursos as de Santa Catarina (UFSC), que abriu 240 vagas, a do Piauí (UFPI), também com 240, e a Universidade de Brasília (UnB), com 90. As 18 instituições, juntas, abrem 3.925 vagas para professores de aproximadamente 70 municípios.

Ionice Lorenzoni

Palavras-chave: educação infantil, especialização, UFRN

Provas para revalidação de diplomas começam no domingo

pORTAL DO mec
As provas objetiva e discursiva para revalidação de diplomas de medicina obtidos no exterior serão aplicadas no próximo domingo, 24, no campus Darcy Ribeiro da Universidade de Brasília (UnB). A prova objetiva será aplicada pela manhã, das 8h às 13h, e a discursiva, com a duração de três horas, será aplicada às 15h.

A prova prática, que também faz parte do processo de revalidação, será aplicada – provavelmente nos dias 4 e 5 de dezembro – àqueles candidatos que alcançarem no mínimo 112 pontos das provas objetiva e discursiva. As três provas avaliarão os conhecimentos, habilidades e competências requeridos para o exercício da medicina no Brasil e foram elaboradas com base na matriz de correspondência curricular, que leva em consideração as diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em medicina para estabelecer parâmetros e critérios mínimos de aferição de equivalência curricular.

Esse sistema de revalidação de diplomas é o resultado de ações que vêm sendo realizadas desde 2007, ano em que foi criado um grupo de trabalho interministerial, com participantes de representantes dos ministérios da Educação, das Relações Exteriores e da Saúde. Foram ouvidas universidades, associações médicas e associações de ex-alunos, para se buscar uma forma de sistematizar o procedimento, garantindo a qualidade dos profissionais que serão certificados pelas universidades brasileiras.

“Buscamos garantir maior isonomia, transparência e padronização no processo de revalidação de diplomas de médico obtidos no exterior”, explica Cláudia Griboski, diretora de Avaliação da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).

Um total de 507 pessoas estão aptas a fazer a prova para revalidação do diploma no domingo. Antes disso, eles se inscreveram – e tiveram suas inscrições homologadas – em uma instituição de ensino superior conveniada ao projeto e ainda se cadastraram junto ao Inep, órgão responsável pela aplicação da prova.

Assessoria de Imprensa do Inep
Palavras-chave: Educação superior, medicina, diploma, revalidação

Contratos antigos do Fies poderão ser refinanciados com juros menores, anuncia MEC

Rafael Targino*
Em São Paulo
O MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta quarta-feira (20) que contratos do Fies (Financiamento Estudantil) anteriores a 14 de janeiro de 2010 poderão refinanciar a dívida com juros menores, de 3,4%, e com maior prazo de pagamento. Estes contratos mais antigos vigoram com juros que podem chegar a 9%.
A parcela mínima do refinanciamento será de R$ 100, e o estudante poderá pedir o alongamento do prazo para até três vezes o período de utilização do Fies, acrescido de 12 meses. Nesta quarta, deve entrar no ar, no site do financiamento, um simulador de quanto pode ficar o valor a ser pago.

O pedido de refinanciamento precisa ser feito pela internet e, depois, formalizado pelo estudante e o fiador na agência onde foi celebrado o contrato.

O ministro Fernando Haddad negou, em Brasília, que a divulgação das mudanças do Fies a poucas semanas do segundo turno tenha viés eleitoral. "Nós estamos reformando o Fies há quatro anos. A lei foi aprovada em janeiro deste ano. Se tivesse alguma intenção neste sentido [eleitoreiro], a gente tinha feito antes do primeiro turno e não agora", disse.

“Tem jovem de baixa renda que entra numa universidade com expectativa de pagar a mensalidade e, no meio do semestre, está sem fôlego de pagar. Esse aluno pode recorrer ao Fies, imediatamente, a partir da adesão da sua instituição ao fundo garantidor”, afirma o ministro.
Programa

As inscrições podem ser feitas em qualquer época do ano pelo site do programa. Os alunos podem solicitar o benefício em qualquer época do ano, com financiamentos de 50%, 75% ou 100% do valor da mensalidade.

Os candidatos que têm 60% ou mais da renda familiar mensal bruta per capita comprometida com a mensalidade podem pedir financiamento de 100%. Estudantes com comprometimento de renda igual ou superior a 40% e inferior a 60% podem pedir financiamento de 75%. Já alunos com comprometimento de renda igual ou superior a 20% e inferior a 40% podem financiar 50% da mensalidade.

Estudantes matriculados em curso de licenciatura ou com bolsa parcial do Prouni (Programa Universidade para Todos) poderão financiar até 100% do valor a ser pago.

A partir do primeiro semestre de 2011, será exigida a participação no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para pedir o financiamento.

* Com Camila Campanerut, do UOL Notícias, em Brasília
retirado do site:http://educacao.uol.com.br/ultnot/2010/10/20/contratos-antigos-do-fies-poderao-ser-refinanciados-com-juros-menores-anuncia-governo.jhtm

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Filosofia e sociologia: disciplinas serão obrigatórias no ensino médio

Do Jornal do Commercio

A partir do próximo ano, todos os alunos das três séries do ensino médio das escolas estaduais de Pernambuco terão aulas de filosofia e sociologia. Atualmente, os estudantes dos 2º anos aprendem assuntos de filosofia, enquanto os dos 3º anos assistem a aulas de sociologia. Para os alunos do 1º ano, os conteúdos são ministrados apenas se o colégio em que estudam implantarem as disciplinas, mas não é obrigatório.

“A lei determina que em 2011, filosofia e sociologia sejam ofertadas para todas as séries do ensino médio. Vamos rever nossa matriz curricular e redistribuir a carga horária dos professores para atender a legislação”, explica a gerente de Políticas Educacionais do Ensino Médio da Secretaria de Educação de Pernambuco, Cantaluce Paiva.

Independentemente da lei, Cantaluce ressalta que já no ensino fundamental os estudantes têm aulas de educação e direitos humanos, que contemplam temáticas filosóficas. Outras matérias que trazem assuntos de filosofia e sociologia são educação e trabalho e história da cultura pernambucana. “Todas essas matérias contribuem para a formação dos jovens e os fazem refletir”, diz a gerente.

Na Escola Estadual Álvaro Lins, no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife, os alunos do 1º ano do ensino médio têm, uma vez por semana, no contraturno, aulas de filosofia e sociologia. “Assim contemplamos os estudantes que farão o vestibular seriado da UPE”, explica o diretor da escola, Claudemir José dos Santos. São 420 alunos beneficiados.

Letícia Souza, 14 anos, e Emanoel Gomes, 15, ambos do 1º ano, estão inscritos no exame seriado da UPE. Eles aprovam as aulas de filosofia. “Acho importante porque depois das aulas de filosofia, passei a ter um olhar mais crítico das coisas”, conta Letícia. “Ficamos com as ideias muito mais aguçadas e mais atentos às questões da sociedade”, complementa Emanoel.

Candidata pela segunda vez ao curso de ciências biológicas da UPE, Beatriz Souza, 18, tirou boas notas nas provas de filosofia e sociologia, no vestibular passado: 6,5 e 8,5. Nem por isso descuidou este ano das duas disciplinas. “Muitos colegas levaram ponto de corte, pois não levaram a sério. Estudei ano passado e de novo este ano, porque uma questão pode fazer diferença na aprovação”, atesta Beatriz.
retirado do site:http://jc.uol.com.br/canal/educacao/noticia/2010/10/18/filosofia-e-sociologia-disciplinas-serao-obrigatorias-no-ensino-medio-240414.php

Cresce número de jovens no Brasil que não estuda nem trabalha

DE SÃO PAULO
Nem estudando, nem trabalhando. Mais de dois em cada dez jovens brasileiros entre 18 e 20 anos se encontravam nessa espécie de limbo em 2009, à margem da crescente inclusão educacional e laboral registrada no país em anos recentes, informa reportagem de Érica Fraga para a Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).
Essa geração "nem-nem" (tradução livre do termo ni-ni, "ni estudian ni trabajan", usado em espanhol) representa uma parcela crescente dos jovens de 18 a 20 anos. Eram 22,5% dessa faixa etária em 2001 e 24,1% em 2009 (o equivalente a 2,4 milhões de pessoas).

Nesse mesmo período, a taxa de desemprego no país recuou de 9,3% para 8,4%. Os dados são da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) e foram levantados pelo pesquisador Naercio Menezes Filho, do Centro de Políticas Públicas do Insper.

Segundo especialistas, essa tendência é resultado de várias causas. Entre elas, paradoxalmente, o maior aquecimento no mercado de trabalho --que tem acirrado a competição-- e o aumento significativo de transferências do governo para famílias de renda mais baixa.
retirado do site:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/816100-cresce-numero-de-jovens-no-brasil-que-nao-estuda-nem-trabalha.shtml

domingo, 17 de outubro de 2010

Pesquisadoras brasileiras recebem Prêmio Scopus Brasil 2010

A Editora Elsevier, com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (Capes/ MEC), realiza a quinta edição do Prêmio Scopus Brasil. A premiação vai consagrar dez pesquisadoras brasileiras com significativa produção científica. A cerimônia de entrega será realizada no dia 10 de novembro, a partir das 19h, no Edifício Sede da Capes, Brasília.

Este ano, o Prêmio homenageará as mulheres cientistas que contribuem para o desenvolvimento do país. As vencedoras do Prêmio foram selecionadas de acordo com sua produção científica, traduzida pelo número de artigos publicados e indexados na base SciVerse Scopus, pelo número de citações feitas por outros pesquisadores, pelo índice h – que analisa o impacto de cientistas baseando-se nos seus artigos mais citados –, e pelo número de orientados de cada pesquisadora, de acordo com Currículo Lattes.

O Prêmio Scopus acontece também em outros países da América Latina, como forma de homenagear representantes das diversas comunidades científicas.
Premiadas Instituição
Aldina Maria Prado Barral Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz
Beatriz Leonor Silveira Barbuy Universidade de São Paulo – USP
Cristina Wayne Nogueira Universidade Federal de Santa Maria – UFSM
Gisella Maria Zanin Universidade Estadual de Maringá - UEM
Luisa Lina Villa Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer – ILPC
Mara Helena Hutz Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS
Maria Fátima Grossi de Sá Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa
Maria Paula Cruz Schneider Universidade Federal do Pará – UFPA
Sara Teresinha Olalla Saad Universidade Estadual de Campinas – Unicamp
Thaisa Storchi-Bergmann Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS
Lista de agraciadas da edição 2010 do Prêmio Scopus

Portal de Periódicos Capes

A Importância da Administração de Cargos e Salários

A Administração de Cargos e salários é um dos pontos mais importantes para que se possa fazer gestão de recursos humanos é preciso elaborar ...