segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

73% das vagas cortadas pelo MEC são ociosas



 De São Paulo
O corte de vagas anunciado pelo Ministério da Educação em cursos superiores da área de saúde irá atingir principalmente postos ociosos, informa a reportagem de Renato Machado, publicada na edição desta segunda-feira da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).
MEC corta mais 1.287 vagas de cursos mal avaliados
No mês passado, o MEC divulgou o fechamento de 50 mil vagas para ingresso de estudantes em todo o país.
São postos em cursos que tiveram desempenho insatisfatório na última avaliação nacional.
Os cortes atingem 31.543 vagas e dez cursos de graduação. Do total de postos, 72,8% não estavam sendo usados pelas universidades, centros universitários ou faculdades.
O MEC diz que a medida permite controlar a expansão dos cursos mal avaliados.

Editoria de Arte/Folhapress
Leia mais na edição da Folha desta segunda-feira, que já está nas bancas.

Escola de Pernambuco investe em leitura e cresce em avaliação

Portal do MEC



A escola Tomé Francisco da Silva atingiu nota 6,5 no Ideb, superior à da meta nacional estabelecida para 2022 pelo Ministério da Educação (foto: arquivo da escola)O povoado rural de Lagoa da Cruz, no alto de uma serra do Sertão do Pajeú, em Quixaba (PE), a 470 quilômetros de Recife, tem apenas três mil habitantes. De difícil acesso, seria uma localidade esquecida, não fosse a fama do ensino de qualidade da Escola Tomé Francisco da Silva, que atrai alunos das cidades vizinhas. A escola, que tem 800 alunos matriculados em turmas do primeiro ano do ensino fundamental ao final do ensino médio, é destaque tanto no índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb) quanto no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Em 2009, a instituição conquistou o título de melhor escola pública de Pernambuco. No mesmo ano, obteve o segundo lugar no Prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar, promovido pelo Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed). Para se ter ideia da qualidade do ensino oferecido, a escola atingiu nota 6,5 no Ideb — a meta do Ministério da Educação é atingir, até 2022, a média nacional 6, que corresponde ao índice de países desenvolvidos. No Enem de 2010, a Tomé Francisco obteve nota 585,33 e ficou em primeiro lugar entre as escolas regulares de Pernambuco.

“Não tem receita pronta para o sucesso da gestão escolar porque cada escola tem sua particularidade”, afirma o diretor da instituição, Ivan José Nunes Francisco. No entanto, ele cita, entre os passos da empreitada, o trabalho coletivo dos educadores, que devem receber formação continuada, a atenção aos projetos pedagógicos e o apoio das famílias.

O incentivo à leitura permeia os projetos desenvolvidos durante todo o ano. O Prazer de Ler, que existe há uma década, é voltado para alunos do primeiro ao nono ano. Sua proposta é motivar os estudantes por meio de oficinas de contos, poesias e música. No fim das atividades, eles apresentam uma peça teatral para a comunidade. No ano passado, 120 alunos apresentaram A Menina que Odiava Livros. “Seguimos em três ônibus para abrir os Jogos Escolares Regionais, no município de Afogados da Ingazeira”, lembra o diretor. Este ano, será encenada a peça A Bela Borboleta.

Outro projeto de incentivo à leitura estimula a produção de textos para o blog da escola. “Conseguimos, assim, usar mais intensamente o laboratório de informática”, diz o diretor.

Matemática — Um dos próximos projetos da escola será desenvolvido na área de exatas. “Em 2012, vamos trabalhar também projetos de matemática, física e química, sem abandonar aqueles que têm garantido notas melhores dos nossos alunos em humanas”, adianta a coordenadora de projetos pedagógicos para os anos iniciais, Josilene Quitute. Para atingir a meta de melhorar as notas dos alunos nas disciplinas de exatas, a ideia é mudar a forma de ensinar os cálculos de matemática hoje feitos a giz, no quadro. “Queremos chamar profissionais para explicar como se faz o cálculo de uma área na prática”, explica a coordenadora.

Rovênia Amorim

Saiba mais no Jornal do Professor
Confira o blog da escola
Palavras-chave: educação básica, gestão escolar, leitura

domingo, 4 de dezembro de 2011

FISICA - Som: propriedades e características

Luis Fábio S. Pucci*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Objetivos

1. Identificar as propriedades e características do som.
2. Diferenciar timbre, altura e volume (intensidade) do som.

Comentários

Algumas atividades simples podem ajudar os alunos a compreender fenômenos relacionados às características físicas do som e suas propriedades, como a onda mecânica.

Além das atividades que esclarecem o que é uma onda sonora e como ela se propaga, podemos trabalhar também conceitos ligados às propriedades físicas características do som.

Por exemplo, podemos explorar os sons de instrumentos musicais, a fim de trabalhar conceitos como timbre, altura ou volume (intensidade) do som.

Estratégias

1. Apresente um instrumento - um violão ou uma flauta - à classe e explore os diferentes sons que ele produz, pedindo aos alunos que reparem nas variações produzidas por quem toca o instrumento. Isso pode ser feito pelo professor ou por um aluno que domine o instrumento escolhido.

Explore, no instrumento escolhido, as seguintes características físicas:

a) Timbre - toque uma mesma nota no violão e, depois, na flauta ou no piano. Peça que os alunos notem que, embora seja a mesma nota, os timbres são diferentes. É isso que caracteriza o instrumento: a fonte sonora.
b) Altura - está ligada à frequência do som (grave, médio, agudo). No violão, isso pode ser evidenciado tocando a corda mais fina e, depois, a mais grossa. Chame a atenção dos alunos para as diferentes frequências (sons graves e agudos).

Reprodução

c) Volume (intensidade) - pode ser apresentado tocando a mesma nota mais baixo e, a seguir, de novo, mais alto, ou seja, usando mais força ou energia ao tocar, sem mudar, contudo, a nota ou a corda. Pode-se usar um rádio e variar o volume no botão. Explore a relação existente com a quantidade de energia usada. O que caracteriza as ondas de maior intensidade (estudar a relação com a amplitude da onda)?

É possível também utilizar relações quantitativas e analisar gráficos de ondas, observando as características utilizadas acima (amplitude, comprimento de onda, frequência, etc.).

  • Sugestão: visite a página dedicada ao tema do som da Associação Portuguesa de Telemática Educativa, pois ela pode ajudar em seus trabalhos.

    2. Para mostrar como uma onda mecânica (o som) se propaga, podemos utilizar bacias plásticas com água e pedir aos alunos que joguem pequenas pedrinhas no centro da bacia. Eles devem observar as características da propagação das ondas formadas. Como é essa propagação? Qual é a semelhança com a propagação do som? Por que o som é classificado como onda mecânica? O que diferencia onda mecânica de onda eletromagnética? Será que o som se propaga mais rápido na água ou no ar?

    Com o auxílio do livro didático, podemos trabalhar com cálculos que incluam a comparação da velocidade de propagação do som no ar e na água, a fim de que os alunos tenham noção das relações existentes.
  • Referências

    Física: Caderno do Professor - 2º série do ensino médio. São Paulo: SEESP, 2009.
    Operação Cosmos: a ameaça da gigante vermelha (manual do professor). Luis Fábio S. Pucci, São Paulo: Redalgo, 2009.
    retirado do site:http://educacao.uol.com.br/planos-aula/som-propriedades-e-caracteristicas.jhtm

    Estudantes chilenos interrompem Teleton para pedir por educação gratuita

    ANSA
    SANTIAGO DO CHILE, 4 DEZ (ANSA) - Três estudantes chilenos foram presos na madrugada de hoje ao interromper a exibição do Teleton, uma campanha televisiva que tem como objetivo arrecadar fundos para a assistência a deficientes físicos, exibindo cartazes que pediam o fim do lucro na educação.

    Eles foram imediatamente retirados do local pelos agentes de segurança e presos por "desordem" por policiais que os encaminharam para a delegacia.

    O episódio foi registrado enquanto a empresa distribuidora de combustíveis Copec realizava sua doação. Os cartazes traziam a mensagem "Rechaçamos o lucro na educação" e a transmissão televisiva captou levemente o rumor gerado.

    Em meio à manifestação, um jovem deficiente também levantou um cartaz a favor do movimento estudantil e, embora tenha sido retirado do local pelos agentes de segurança, ele não foi preso porque os organizadores alegaram que ele foi "usado" pelos estudantes.

    A ação se somou a outra de ontem à noite, quando o presidente do país, Sebastián Piñera, que fazia o discurso de inauguração do Teleton, foi interrompido por um casal de jovens que gritou: "O que o povo precisa é educação gratuita porque o povo está cansado das leis de mercado".

    O Teleton é transmitido no Chile por cinco emissoras da TV aberta e este ano arrecadou US$ 43,4 milhões (cerca de R$ 77,6 milhões), superando a meta inicial de US$ 36 milhões (cerca de R$ 64 milhões).
    retirado do site:http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/ansa/2011/12/04/estudantes-chilenos-interrompem-teleton-para-pedir-por-educacao-gratuita.jhtm

    A Importância da Administração de Cargos e Salários

    A Administração de Cargos e salários é um dos pontos mais importantes para que se possa fazer gestão de recursos humanos é preciso elaborar ...