domingo, 24 de julho de 2011

Dirigentes serão orientados sobre a gestão de recursos

Portal do MEC
A cidade baiana de Guanambi sediará, de terça-feira, 26, a sexta, 29, o Encontro para Integração das Ações Educacionais. Cerca de 200 participantes de 32 municípios, entre prefeitos, secretários de educação e de finanças, diretores de escolas e demais agentes educacionais, serão orientados sobre atividades de execução, acompanhamento e fiscalização de políticas públicas.

O encontro, com o apoio da prefeitura de Guanambi, será promovido pelo Ministério da Educação, Controladoria-Geral da União (CGU), Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e União dos Dirigentes Municipais de Educação da Bahia (Undime-BA). Durante a programação, os gestores aprenderão a aplicar corretamente os recursos repassados pelo FNDE.

Entre os temas a serem abordados estão o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e programas educacionais, como os de alimentação e de transporte escolar, de dinheiro direto na escola e o Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância). Licitações, contratos, prestação de contas e atuação dos órgãos de controle interno e externo também estarão em debate.

Assessoria de Imprensa do FNDE

Confira os municípios participantes e a programação
Palavras-chave: gestão de recursos, FNDE

Brasileiros ganham medalhas em competição internacional

Portal do MEC
Estudantes brasileiros conquistaram três medalhas de prata e três de bronze na 52ª Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), realizada em Amsterdã, Holanda. O resultado deixou o Brasil na 20ª colocação geral.

O país foi representado por André Macieira Braga, Henrique Fiúza do Nascimento e João Lucas Camelo Sá, que ganharam prata, e Débora Barbosa Alves, Maria Clara Mendes Silva e Gustavo Lisbôa Empinotti, bronze. A equipe foi liderada pelos professores Nicolau Corção Saldanha e Eduardo Tengan. Maria Clara, Henrique e André são alunos de escolas públicas.

Um comitê internacional escolheu os problemas a serem resolvidos entre os propostos pelos países participantes. As provas, realizadas em dois dias consecutivos, abrangeram álgebra, teoria dos números, geometria e análise combinatória. A cada dia, os participantes tiveram quatro horas e meia para resolver três problemas. A resolução exigiu dos estudantes mais criatividade, engenho e habilidade em matemática do que conhecimentos de fórmulas aplicadas.

Considerada pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) a competição mais importante da área, a IMO contou com a participação 564 estudantes de 14 a 19 anos, representantes de 101 países. O Brasil participa da competição desde 1979. Desde então, obteve oito medalhas de ouro, 26 de prata e 62 de bronze.

Diego Rocha
Palavras-chave: IMO, matemática, olimpíada

A Importância da Administração de Cargos e Salários

A Administração de Cargos e salários é um dos pontos mais importantes para que se possa fazer gestão de recursos humanos é preciso elaborar ...