segunda-feira, 18 de julho de 2011

Projetos de professores para melhorar o ensino terão prêmio nacional

Portal do MEC
Estão abertas, até 15 de setembro, as inscrições para o Prêmio Professores do Brasil, promovido pelo Ministério da Educação. A quinta edição vai selecionar até 40 experiências concluídas ou em execução, sendo oito por região do país. Os autores dos trabalhos receberão R$ 5 mil em dinheiro, troféus e certificados.

Para concorrer, os educadores devem relatar projetos desenvolvidos ou em desenvolvimento, com resultados comprovados no ano letivo de 2010, que atendam aos objetivos do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), lançado em 2007.

As experiências, conforme o regulamento da quinta edição do prêmio, devem estar relacionadas a uma ou várias das seguintes ações: promover a permanência, o sucesso escolar, a redução da repetência, do abandono e evasão de estudantes da educação básica; aumentar a participação da família na escola, a inserção da escola na comunidade, a inclusão educacional social, racial, digital; trabalhar para a formação ética, artística e cidadã dos alunos.

Podem candidatar-se professores da educação básica em exercício da atividade docente em escolas públicas e de instituições educacionais comunitárias, filantrópicas e confessionais conveniadas aos sistemas públicos de ensino.

A inscrição tem duas etapas. Na primeira, o professor preenche o formulário e envia pela internet; na segunda, posta nos correios (sedex ou AR) o relato da experiência, cópias de documentos pessoais, declaração da escola, entre outros. O relato deve ser enviado para o endereço: Prêmio Professores do Brasil – 5ª edição – Núcleo de Estudos de Ciência Matemática, Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça, Rua Ildefonso Simões Lopes, 2.791 – Bairro Sanga Funda – cep: 96060-290 – Pelotas (RS).

O prêmio oferecerá R$ 200 mil, que serão distribuídos para as 40 melhores experiências (R$ 5 mil por professor) e R$ 80 mil em equipamentos audiovisuais ou multimídia para as escolas que desenvolveram os projetos premiados. Cada escola receberá equipamentos no valor de R$ 2 mil. Além do reconhecimento, os vencedores participarão de um seminário promovido pelo Ministério da Educação na mesma data da entrega do prêmio.

Em 2011, o Prêmio Professores do Brasil é realizado pelo MEC, em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI). A Fundação SM, Intel, Instituto Votorantim e a Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares (Abrelivros) são os patrocinadores.

Trajetória – Nas duas primeiras edições do Prêmio Professores do Brasil, em 2005 e 2007, participaram docentes da educação infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental. Em cada ano foram premiados 20 projetos. A partir de 2008, o prêmio foi estendido para toda a educação básica, incluindo os anos finais do ensino fundamental e o ensino médio. O número de premiados poderia alcançar até 40 experiências, mas em 2008 foram selecionados 31 projetos e em 2009, 35.

No conjunto das quatro edições, de 2005 a 2009, concorreram ao prêmio 4.394 trabalhos – 1.135 em 2005; 1.457 (2007); 779 (2008) e 1.027 (2009), e 106 educadores receberam prêmios em dinheiro que somaram R$ 530 mil.

Ionice Lorenzoni

Confira o regulamento, a ficha de inscrição e a premiação na página eletrônica do prêmio.

Palavras-chave: educação básica, Prêmio Professores do Brasil

Cinco países latino-americanos aprenderão a cuidar da merenda

Portal do MEC
Em parceria com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) vai promover um curso para fortalecer as políticas e programas de alimentação escolar em cinco países da América Latina: Bolívia, Nicarágua, Guatemala, El Salvador e Honduras.

Voltada para gestores e técnicos estrangeiros que trabalham com alimentação escolar, a capacitação terá um total de 200 horas, sendo 160 horas de estudo a distância e 40 horas de forma presencial.

Para ministrar os cursos, a FAO e o FNDE realizam, a partir desta segunda-feira, 18, até quinta, 21, em Brasília, uma capacitação para os coordenadores nacionais de cada um dos cinco países envolvidos. “A intenção é partir da experiência brasileira, que é um exemplo mundial de boa prática na alimentação escolar, refletir sobre as próprias políticas e apontar caminhos a seguir”, afirma Juarez Calil, consultor do projeto FNDE/FAO.

Os cursos em cada país também começam na próxima semana, com atividades ligadas ao aprendizado da plataforma Moodle, de ensino a distância. No dia 25, os coordenadores nacionais formados em Brasília assumem a tutoria de seus cursos e vão multiplicar os ensinamentos recebidos na área de alimentação escolar em seus países.

Assessoria de Comunicação Social do FNDE
Palavras-chave: alimentação escolar, FNDE

Gestores de dez municípios recebem capacitação na Bahia

Portal do MEC
Para melhorar a execução do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) promove em Ribeira do Pombal (BA), curso de capacitação para gestores e técnicos da prefeitura local e de dez municípios da região.

Estão convidados para o curso, os municípios de Adustina, Antas, Banzaê, Cícero Dantas, Coronel João Sá, Fátima, Heliópolis, Jeremoabo, Paripiranga e Sítio do Quinto. A formação será realizada no Colégio Evência Brito, rua do Pombal, n° 241, centro, nesta segunda-feira, 18, e na terça-feira.

No restante da semana, os técnicos do FNDE farão visitas a escolas públicas de Ribeira do Pombal e de Sítio do Quinto, para verificar a execução do programa, sanar falhas e orientar sobre a correta destinação dos recursos do programa.

Criado em 1995, o PDDE repassa recursos diretamente para as unidades de ensino para aplicação em pequenos reparos e manutenção da infraestrutura da escola, para compra de material de consumo e de bens permanentes, como geladeira e fogão. O programa também financia, entre outras ações, a educação integral e o funcionamento de escolas nos fins de semana. O orçamento do PDDE para este ano é de R$ 1,5 bilhão.

Assessoria de Comunicação Social do FNDE Palavras-chave: PDDE, FNDE

Inscrições para o Enade estão abertas. Prazo vai até 19 de agosto

Portal do MEC
Estão abertas as inscrições de alunos ingressantes e concluintes de cursos de educação superior para o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). O período se estenderá até 19 de agosto. As provas serão aplicadas em 6 de novembro, em todo o país. A inscrição cabe às instituições de ensino públicas e particulares cujos cursos serão avaliados nesta edição do exame.

De acordo com as previsões, 1,2 milhão de estudantes serão inscritos este ano e cerca de 400 mil farão o exame. A prova, com duração de quatro horas, terá 30 questões de componente específico e dez de formação geral.

De acordo com as portarias nº 188 a 198 do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), nas questões gerais será considerada a formação de um profissional ético, competente e comprometido com a sociedade em que vive. “Além do domínio de conhecimentos e de níveis diversificados de competência e habilidade para perfis profissionais específicos, espera-se que os graduandos evidenciem a compreensão de temas que transcendam ao seu ambiente próprio de formação e importantes para a realidade contemporânea”, especifica a Portaria nº 188. “Essa compreensão vincula-se a perspectivas críticas, integradoras e à construção de sínteses contextualizadas.”

O conteúdo das provas de formação geral será especificado pelo Inep em portarias a serem publicadas posteriormente. As de nº 188 a 198 detalham o conteúdo das provas específicas nas áreas de tecnologia que passarão por avaliação este ano — tecnologia em alimentos; em análise e desenvolvimento de sistemas; em automação industrial; em construção de edifícios; em fabricação mecânica; em gestão de produção industrial; em manutenção industrial; em processos químicos; em redes de computadores; em saneamento ambiental.

Também será especificado em novas portarias o conteúdo das demais áreas a serem avaliadas — arquitetura e urbanismo e engenharia, biologia (licenciatura e bacharelado), ciências sociais, computação, filosofia, física, geografia, história, letras, matemática e química; pedagogia (licenciatura), educação física, artes visuais e música.

Assim como a inscrição, a divulgação dos inscritos no Enade de 2011 deve ser feita pelas próprias instituições de ensino superior. A partir deste ano, no entanto, os estudantes indicados para prestar o exame devem verificar a situação da inscrição na página eletrônica do Inep, entre 22 e 31 de agosto. Caso encontrem algum erro, devem notificar a instituição de ensino até 31 de agosto.

As portarias nº 188 a 198 foram publicadas no Diário Oficial da União de terça-feira, 13, seção 1, páginas 11 a 17.

Assessoria de Imprensa do Inep

Republicada com atualização de datas

Palavras-chave: Enade, Inep

A Importância da Administração de Cargos e Salários

A Administração de Cargos e salários é um dos pontos mais importantes para que se possa fazer gestão de recursos humanos é preciso elaborar ...